Vamos a Belém!

“O povo que andava nas trevas viu uma grande luz” (Is 9,1)

presépio

Meus irmãos e minhas irmãs, durante o tempo do Advento, que é memória, presença e espera vigilante, a Palavra de Deus nos foi conduzindo a descobrir quem é “Aquele que devia vir”: é Jesus Cristo, o Filho de Deus, é o Salvador, é aquele que na Encarnação se tornou o Emanuel “o Deus conosco”.

Nesta noite luminosa contemplamos alegres e agradecidos o grande mistério do Deus feito homem. O Salvador do mundo veio participar da nossa natureza humana, já não estamos abandonados. A Virgem Maria oferece-nos o seu Filho como princípio de vida nova. Jesus é a Luz do mundo, quem O segue não anda nas trevas. A verdadeira Luz vem iluminar a nossa existência, muitas vezes encerrada na sombra do pecado e da mentira. O nosso país está envolto nas trevas da corrupção. O povo já está sem esperança.

“O povo que andava nas trevas viu uma grande luz”! Nesta noite venturosa deve cessar todo medo, toda angústia porque a luz brilhou nas trevas indicando o caminho para Belém: “Lá encontrareis um menino envolvido em faixas e deitado em uma manjedoura” – Pobre entre os pobres. É este o caminho para chegar a Belém, para encontrar Jesus: estar com os pobres. Para que a luz se manifeste entre nós é necessária uma mudança de vida.

Não nos é permitido ficar parados. O Papa Francisco nos pede para sermos uma “Igreja em Saída”. Vamos a Belém! Vamos ao encontro de Jesus envolto em faixas na pessoa de nossos irmãos sofridos, abandonados, sem esperança. “Glória a Deus no mais alto dos céus, e paz aos homens por Ele amados”. É essa alegria, essa paz que devemos anunciar a todos que nos rodeiam.

Deixo aqui meus cumprimentos a todos os diocesanos e diocesanas, com os votos de Santo e festivo Natal e que 2018 seja um Ano Novo iluminado, cheio de graças e de realizações a serviço de Jesus Cristo e dos irmãos, especialmente dos mais pobres e sofridos.

 

Dom Manuel Parrado Carral
Bispo Diocesano

 

Programação de atividades da Diocese - 2018

Disponibilizamos a programação das atividades para 2018, da Diocese de São Miguel Paulista. Clique na imagem abaixo para acessar.

2018 Programacao.

Formar para melhor servir

2017 12 Teologia leigos3

O Instituto de Teologia São Miguel que tem como lema “Formar para melhor servir” realizou no dia primeiro do corrente mês, no átrio do Instituto a colação de grau da turma de 2017. A cerimônia constou de dois momentos: celebração eucarística de ação de graças presidida por Dom Manuel e colação de grau de 20 formandos.

2017 12 Teologia leigos2

Em sua homilia o bispo diocesano entre outras colocações ressaltou o esforço e a perseverança dos formandos, que acumulando tantas atividades nunca desanimaram na aplicação aos estudos para, diante dos desafios atuais, estarem preparados e “prontos a dar a razão da vossa esperança a todo aquele que a pedir” como nos aconselha o apóstolo Pedro (1Pd 3,15). Mencionou, também, o apoio e o incentivo dos familiares que muitas vezes se privaram da sua presença em benefício de sua formação.

2017 12 Teologia leigos1

Na cerimônia de colação de grau o diretor do Instituto, Pe. Cláudio Francisco de Oliveira, assim como o paraninfo da turma, Pe. Paulo Freitas Barros, agradeceram o empenho dos alunos e os motivou a serem os primeiros a propagar o nome do Instituto e a retornarem para os cursos de extensão.

8º encontro diocesano dos ministros não ordenados

2017 11 Mins.não ordenados2

No dia 26 de novembro, solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo Rei do Universo e Dia do Cristão Leigo e Leiga, às 15hs, na Basílica de Nossa Senhora da Penha foi realizado o oitavo encontro dos ministros não ordenados de nossa Diocese. Este encontro, também, marcou a abertura do Ano Nacional do Laicato, proclamado pela CNBB com o tema: Cristãos leigos e leigas sujeitos na Igreja em saída a serviço do Reino e o lema “Sal da terra e luz do mundo”(Mt5,13-14).

2017 11 Mins.não ordenados1

2017 11 Mins.não ordenados

Em sua homilia Dom Manuel lembrou que a oração para o Ano do laicato roga a Deus que os cristãos leigos e leigas atuem de forma organizada na Igreja e na sociedade à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres. Lembrou, ainda, que a presença do cristão no mundo deve irradiar a luz, o sabor e a força transformadora do Evangelho a partir de Jesus Cristo: Caminho, Verdade e Vida sob a ação do Espírito Santo que dirige a Igreja.

Mensagem aos Leigos e Leigas da Diocese de São Miguel Paulista

Abertura do Ano Nacional do Laicato – 26/11/2017-25/11/2018
Solenidade de Jesus Cristo Rei do Universo

“Sal da Terra e Luz do Mundo” (Mt 5,13-14).

Na solenidade litúrgica de Jesus Cristo Rei do Universo - Dia do Leigo é com alegria que me dirijo a todos os leigos e leigas da Diocese de São Miguel Paulista. Saúdo as crianças, os adolescentes, os jovens, os adultos, os idosos e os casais que, como membros vivos desta Igreja Particular, no seu cotidiano, procuram testemunhar ao mundo a alegria de ser cristão.

Caros irmãos e irmãs, este ano a solenidade de Jesus Cristo Rei do Universo marca a abertura do Ano Nacional do Laicato, proclamado pela CNBB de 26/11/2017 a 25/11/2018, com o tema: Cristãos leigos e leigas, sujeitos na ‘Igreja em saída’, a serviço do Reino e o lema: “Sal da Terra e Luz do Mundo” (Mt 5,13-14).

Nesta mensagem quero, a partir da oração para o Ano Nacional do Laicato, agradecer à Trindade Santa os dons, ministérios e serviços que todos os membros desta Igreja Particular realizam em nossas comunidades e pedir que todos os batizados atuem como sal da terra e luz do mundo: na família, na escola, no trabalho, na política, de forma organizada na Igreja e na sociedade à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres.

Neste mundo violento, desorientado e, muitas vezes, sem perspectivas, sem sentido da vida, sem razões para viver, precisamos ser homens e mulheres da esperança, anunciando Aquele que é a razão de nossas vidas. Para isto, muito nos ajudará a Campanha da Fraternidade de 2018 que tem como lema: “Vós sois todos irmãos” (Mt 23,8). Viver esta fraternidade será a forma de ser luz, sal e fermento no mundo: “Vejam como eles se amam” diziam os pagãos a respeito dos primeiros cristãos que levavam a sério as palavras de Jesus: “nisto todos reconhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros” (Jo 13,35).

Que a Virgem Maria, venerada em nossa Diocese sob o título de Nossa Senhora da Penha, interceda por todos os leigos e leigas de nossa Diocese para que sejam no mundo sal, luz e fermento, verdadeiras testemunhas do Amor, da Esperança e da Alegria de ser cristão e cristã.

A todas e a todos minha bênção como penhor das graças de Deus.

Dom Manuel Parrado Carral
Bispo Diocesano de São Miguel Paulista

Mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial dos Pobres

2017 11 Papa

O Dia Mundial dos Pobres foi instituído pelo Papa Francisco, na conclusão do Ano Santo Extraordinário da Misericórdia, como um sinal concreto desse Ano Jubilar. 

A Carta Apostólica “Misericórdia e Miséria” que instituiu o Dia Mundial dos Pobres estabeleceu como data de sua celebração o 33º domingo do Tempo Comum que este ano cai no dia 19 de novembro, domingo que antecede a solenidade de Jesus Cristo Rei do Universo.

O Papa Francisco escreveu uma mensagem a ser lida, refletida e vivida por todos nós. O tema da Mensagem é “Não amemos com palavras, mas com obras”. Em sua mensagem o Papa Francisco cita o Beato Papa Paulo VI “Todos estes pobres pertencem à Igreja por ‘direito evangélico’ e a obriga à sua opção fundamental pelos pobres”.

O Papa Francisco convida toda a Igreja a fixar seu olhar, neste dia, a todos os que estendem suas mãos invocando ajuda e solidariedade.

Exorto a todos lerem a íntegra dessa importante mensagem clicando aqui.

Dom Manuel Parrado Carral

Instituto de Teologia São Miguel realizou Semana Teológica

Com a participação de 320 leigos e leigas, o Instituto de Teologia São Miguel realizou nos dias 7, 8 e 9 de novembro do corrente ano, nas dependências da Catedral São Miguel Arcanjo, a semana teológica com o tema: Liturgia e Teologia.

2017 instituto teologico

Esta semana foi direcionada à formação para leitores e animadores de liturgia e contou com a assessoria do Pe. Edelcio Ottaviani, da PUC de São Paulo, do Pe. Leomar Nascimento, da Diocese de Santo Amaro e da Irmã Helena Corazza, das Irmãs Paulinas.