CNBB elege os presidentes de

das 12 comissões episcopais

Com a eleição dos presidentes das duas comissões criadas nesta 49ª Assembleia Geral da CNBB, Comunicação Social e Juventude, na manhã desta quinta-feira (12), o novo quadro dos presidentes das 12 comissões episcopais da CNBB para os próximos quatro anos está completo. Confira:

 

foto_dom_dimas

Comunicação Social

O arcebispo eleito de Campo Grande (MS), dom Dimas Lara Barbosa foi eleito presidente da  Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação Social com 145 votos. A eleição só foi definida no terceiro escrutínio pelo fato de nenhum dos candidatos ter alcançado a maioria absoluta dos votos nas duas primeiras votações.

Esta Comissão foi desmembrada da Educação e Cultura. Dom Dimas, cujo mandato de Secretário Geral da CNBB termina nesta assembleia, sucederá o arcebispo do Rio de Janeiro, dom Orani João Tempesta, que presidiu a Comissão por dois mandatos consecutivos.

 

foto_dom_eduardo

Juventude

O atual responsável pelo Setor Juventude da CNBB, dom Eduardo Pinheiro da Silva, que é bispo auxiliar de Campo Grande (MS), foi eleito presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude, que foi desmembrada da Comissão Episcopal para o Laicato.

 

foto_dom_biansin

Ecumenismo e Diálogo Inter-religioso

O bispo de Pesqueira (PE), dom Francisco Biasin, é o novo presidente da Comissão Episcopal Pastoral para o Ecumenismo e Diálogo Inter-religioso da CNBB. Ele foi eleito em um único escrutínio, no final da tarde de hoje, com 177 votos, de 266 votantes. Italiano de Arzercavalli-Pádua, dom Francesco sucederá a dom José Alberto Moura.

foto_dom_werlang

Serviço da Caridade, Justiça e Paz

O bispo de Ipameri (GO), dom Guilherme Antonio Werlang, foi eleito presidente da Comissão Episcopal Pastoral para o Serviço da Caridade, Justiça e Paz, com 168 votos, no segundo escrutínio. Dom Guilherme sucede a dom Pedro Luiz Stringhini.

 

foto_dom_joaquim_mol

Educação e Cultura

O bispo auxiliar da arquidiocese de Belo Horizonte (MG), dom Joaquim Giovani Mol Guimarães, foi eleito presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Educação e Cultura. Ele recebeu 176 votos, sendo eleito já no primeiro escrutínio. O resultado foi divulgado na abertura da primeira sessão de trabalho da assembleia, desta quinta-feira (12).

 

foto_dom_sergio

Doutrina da Fé

O presidente eleito da Comissão para a Doutrina da Fé foi o arcebispo de Teresina (PI), dom Sérgio da Rocha, no primeiro escrutínio, com 198 votos, na quarta-feira (11). Ele sucede o arcebispo de Belo Horizonte (MG), dom Walmor Oliveira de Azevedo.

 

foto_dom_bucciol

Liturgia

A Comissão para a Liturgia terá como presidente, nos próximos quatro anos, o bispo de Livramento de Nossa Senhora (BA), dom Armando Bucciol. Ele foi escolhido no primeiro escrutínio com 167 votos, na quarta-feira (11).

 

foto_dom_severino

Laicato

Dom Severino Clasen, bispo da diocese de Araçuaí (MG), presidente da Comissão Episcopal Pastoral para o Laicato nesta quarta-feira (11). Ele foi eleito com 205 votos do segundo escrutínio. Dom Severino é catarinense de Petrolândia, tem 56 anos. É franciscano, ordenado padre em 1982 e bispo em junho de 2005.

foto_dom_petrini

Vida e Família

O bispo de Camaçari (BA), dom João Carlos Petrini, foi eleito em primeiro escrutínio, na manhã desta quarta-feira (11) para presidir a Comissão Episcopal para a Vida e a Família. Ele obteve 164 votos dos 274 votantes. O número necessário era de 138.

 

foto_dom_braschi

Animação Missionária e Cooperação Intereclesial

O bispo de Ponta Grossa (PR), dom Sérgio Arthur Braschi, foi eleito presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Missionária e Cooperação Intereclesial. Ele recebeu 132 votos no segundo escrutínio.

 

foto_dom_bergman

Animação Bíblico-Catequética

Já o arcebispo de Pelotas (RS), dom Jacinto Bergman, foi eleito, num único escrutínio, presidente da Comissão para a Animação Bíblico-Catequética com 170 votos.

 

foto_dom_pedro_brito

Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada

O arcebispo de Palmas, no Tocantins, dom Pedro Brito Guimarães, foi eleito presidente da Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada. A eleição aconteceu no segundo escrutínio, quando dom Pedro recebeu 162 votos. Na primeira votação recebeu 104, forçando um segundo escrutínio por não ter alcançado a maioria absoluta.

 

 

 

Fonte e Fotos: CNBB